O capital de giro é um dos conceitos que muitos empresários relutam em dar importância, por isso, vamos contar uma breve história para que fique mais fácil entender este assunto!

Quero Montar Uma Industria Com Logo (1) - Quero montar uma empresa

Muitas vezes, uma boa crônica serve para entendermos a importância de que fazemos, por isso, vou escrever uma história para falar do capital de giro!

Era uma vez, um rapaz que decidiu empreender e abrir um negócio próprio. 

A primeira característica básica de um empreendedor ele tinha, que é a atitude.

Porém, algumas outras características faltavam, como a curiosidade para ouvir e descobrir detalhes que viriam a ser muito importantes para o sucesso do seu empreendimento.

Um desses detalhes era o capital de giro

Sim, o capital de giro, esse termo tão comum entre os empresários, não despertou interesse no rapaz, que seguiu com seus planos e investimentos sem se importar com o que, de fato, faria a diferença…

Em um determinado momento, a sua empresa começou a tomar forma: já tinha sede, identidade visual, começou a receber toda a estrutura necessária e a contratar pessoal.

Mas, ele usou todo o dinheiro que tinha para comprar os itens necessários, não negociou o pagamento a prazos mais longos, nem considerou necessário manter o estoque cheio, muito menos pensou no mês seguinte…

Então, como uma última chance do destino, antes do rapaz colocar a sua empresa para funcionar, ele se achou no lugar certo e na hora certa.

Em um evento, um palestrante especializado em finanças e contabilidade falava justamente sobre o capital de giro, exatamente o conceito que estava faltando no projeto do rapaz, mas ele não deu muita atenção.

Não seja como esse empreendedor, aprenda a ouvir especialistas!

Sendo assim, o que o palestrante falava não interessou ao rapaz, convencido de que o dinheiro que havia investido em seu negócio era suficiente, pois, depois de aberto, seu empreendimento traria lucros imediatos.

Só que nós estávamos lá, e ouvimos muito bem o que o palestrante falava. Era algo como:

O capital de giro garante a saúde financeira da sua empresa e permite que ela sobreviva por muito mais tempo. Quando você achar que investiu bastante na estrutura do seu negócio, você vai precisar investir mais no capital de giro.

É preciso se atentar ao ciclo do dinheiro na sua empresa. Quando você compra algo, dependendo da negociação, pode demorar até 90 dias para pagar. Da mesma forma, pode demorar esse tempo todo para receber de algum cliente seu.

Porém, você vai precisar desse dinheiro para continuar operando o seu negócio, pagando contas, investindo mais, até que aquele cliente finalmente te pague.

O capital de giro é a segurança para que você pague suas contas até receber as contas que te pagarão.

Mas, o rapaz não ouviu.

Quando seu negócio começou a funcionar, o seu estoque começou a ser consumido. Duas semanas depois, precisou comprar mais insumos e descobriu que sua conta bancária estava vazia.

“Fui roubado”, ele pensou, mas não tinha sido. Foi, sim, trapaceado pela própria falta de conhecimento e interesse.

Então, como ele já havia gastado tudo o que tinha para montar o seu negócio, precisava receber para ter novamente o dinheiro investido.

Porém, vendeu produtos a prazo, lidou com devoluções por defeito que demoravam a ser resolvidas, deu descontos para pessoas conhecidas, gastou mais com energia do que seus cálculos previram, pagou por manutenções nas máquinas novas…

O que ele não sabia é que era exatamente nesse aspecto que o capital de giro deveria agir!

Entre ele pagar as contas dos fornecedores pelo que tinha comprado, e receber o pagamento de seus clientes pelo que vendeu, o capital de giro atuaria como uma reserva financeira para manter o negócio funcionando, seja isso pela diferença normal entre os dias de pagamento e recebimento, seja pelos imprevistos que todo um negócio é arriscado a lidar.

Dessa forma, sem o capital de giro, o rapaz não pôde comprar mais insumos para o seu estoque e perdeu vendas; não pôde consertar uma máquina danificada e perdeu produtividade; não pôde sustentar um breve período antes das datas de recebimento e teve que fechar as portas.

Não deixe que isso aconteça com você e o seu empreendimento.

Fique atento aos detalhes importantes para realizar um novo empreendimento, seja curioso e ouça o que especialistas da sua área de atuação têm a dizer.

Dessa forma, o seu negócio estará bem mais perto do sucesso!

Gostou das dicas para manter a saúde financeira do seu negócio? Então, compartilhe as informações do artigo!

Mais posts similares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu
Recomendado
Histeria? Exagero? Muito além do que as pessoas acreditam -…
Open chat